4 de julho de 2016

Quantos anos serão necessários?


Eu passei semanas lamentando ter te amado tanto, passei noites inteiras acordada revirando na cama e em mim mesma, tentando entender como alguém podia me jurar amor e abrir mão de mim com tanta facilidade. Como era possível um homem amar duas mulheres, como era possível olhar nos meus olhos e dizer que não podia escolher, não podia escolher a mim. Passei dias que não lhe desejo de volta, me perguntando quais defeitos tão graves eu tinha. Por que eu não servia.

Quantas mensagens não enviadas, quantas noites te esperando se arrepender, quantas garrafas inteiras eu bebi. Quanto eu lamentei até alguém me provar que algumas derrotas são necessárias. Quanto eu te procurei por aí, até um outro par de olhos me olhar como você nunca olhou.

E agora, depois de tudo que foi dito, você diz que sente muito, que vai me esperar. Quem sentiu muito fui eu, quando você abriu mão de mim. Quando você me deixou dizendo que era o melhor a ser feito. Quando colocou outras pessoas acima de mim, acima da única pessoa que te fez prioridade. 

Eu deveria te odiar por isso, deveria me lembrar a cada manhã, da noite em que você escolheu me deixar pra lá, mas não consigo. Me pergunto quantos anos serão necessários pra esquecer o nosso ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário