8 de agosto de 2014

Não ta faltando homem, ta faltando amor.


Percebi que estava sozinha, quando peguei o celular numa manhã de sexta pra te enviar uma mensagem contando um acontecimento banal, mas que tinha me deixado animada, quando me dei conta de que talvez você não fosse se importar. Provavelmente nem entenderia o porquê de toda animação. Fiquei sentada com o celular na mão tentando me lembrar de um cara que realmente fosse entender e rir da minha empolgação junto comigo e me dei conta de que todos aqueles que ficariam felizes só pelo simples fato de eu estar feliz, foram forçados, por mim, a sair da minha vida. Pelo meu velho defeito de nunca gostar de quem gosta de mim. Eu ainda estou com o celular na mão, seu número esta selecionado, mas eu simplesmente perdi a vontade de te contar. E senti de vontade de, pelo menos uma vez, me apaixonar por alguém que também se apaixone por mim.