30 de junho de 2014

Sua chegada!

É, eu sei que não devia dizer nada a respeito. Sei que devia ficar calada e não dizer nem pro espelho o que estou prestes a escrever aqui, mas eu quero, eu preciso, e já faz tanto tempo que não digo nada, que não há nada mais justo do que gritar agora. E já faz tanto tempo que não me sinto assim que quase tinha me esquecido de como era, de como era bom ver alguém chegar e não saber o que fazer com as mãos. Estou ciente de que se eu quiser continuar com isso não vai ser doce nem bonito, vai ter choro e coisas quebradas, eu sei que você é um desastre e sendo eu, não podia ser outro tipo de homem, se não um desastre.

Mas o que eu quero dizer é que talvez eu esteja me apaixonando por você, independente de qualquer problema que você possa me causar, eu não me importo, não ligo se daqui um mês eu vou estar sentada com um copo na mão desejando não ter te conhecido, quero correr esse risco. Não dou a minima pro que os outros vão dizer a nosso respeito. Eu só quero que isso continue até quando der, até quando eu puder. Porque sinceramente te ver chegar foi a melhor coisa do fim de semana. Te ver chegar em qualquer lugar é sempre minha atração favorita.