24 de dezembro de 2014

A pior das hipóteses!


Tenho dezenas de coisas favoritas em você, e outras tantas que detesto. O modo como penteia o cabelo ou as caretas que faz, sua cara inchada e até o toque do seu despertador. Gosto tanto de tudo isso que até desconfio que meu caso seja grave. E hoje pela manhã me dei conta de que como gosto, ainda mais do que tudo já citado, de te ver dormir. Hoje eu descobri o quão encrencada eu estava quando percebi que poderia ter passado a noite toda só te olhando dormir e ainda assim estaria satisfeita agora. Tive certeza de que meu caso é muito pior do que eu imaginava: descobri que estava apaixonada, por cada pedacinho do seu rosto amassado. Na melhor das hipóteses esse é o maior erro que eu podia ter cometido.

29 de novembro de 2014

Sobre meu último, e talvez mais doce, aniversário.



Eu estava sentada de frente com o cara que, nos últimos seis meses, tem me arrancado os suspiros mais sinceros e me obrigado a cometer insanidades. Estávamos em silencio, as mãos dele pousaram sobre meus joelhos e aqueles olhos pequenos pareciam ver através dos meus. O relógio marcava exatamente 23:59 quando ele me puxou pra perto e me beijou, de um jeito tão doce. Eu podia estar em qualquer lugar naquele momento, mas estava ali, e sinceramente não o trocaria por nada.

Foi o minuto mais longo de toda minha vida, desejei que durasse pelo menos uma semana, quando ele se afastou e disse, feliz aniversário. Olhei pro relógio, exatamente 00:00, ele adivinhou porque ainda estava de olhos fechados. Sei disso porque mantive os meus bem abertos, queria ver com toda clareza do mundo aquele instante e grava-lo. Foi o primeiro "feliz aniversário" que recebi, simples assim, sem aquela história de muitas felicidades, talvez ele desconfie que meu sinônimo de felicidade seja estar com ele. Havia um barzinho cheio de amigos me esperando, mas eu acabará de decidir ficar. E o resto qualquer um pode prever.

O que nem eu, nem ninguém pode imaginar são esses imprevistos, e eu não estou falando de ter ido encontra-lo ao invés de sair pra beber com meus amigos, estou falando de tê-lo conhecido. De estar no lugar certo na hora certa, de por algum motivo ter tomado o mesmo caminho que o dele, mesmo tendo tantas outras rotas. Estou falando de algo maior, destino. Sei que nós somos um caso complicado e vamos acabar mal, acredite, acabaremos muito mal, eu sei. Mas ter memórias como essa, valem todas as doses e lágrimas que eu provavelmente irei engolir quando ele se for.

4 de novembro de 2014

Fique um pouco mais.


Você virou para o lado e deitou a cabeça no meu ombro, eu fechei os olhos e por algum espaço de tempo indeterminado me senti a pessoa mais grata do mundo. Nunca me contentei com pouco, porém naquele momento, naqueles pequenos minutos, enquanto você me segurava como se eu estivesse prestes a fugir, eu nunca estive tão satisfeita com a vida. Porque apesar de me aproximar do inferno, você me faz sentir em paz comigo mesma. Eu repetiria cada um dos pecados que me levaram até você.

21 de setembro de 2014

Preciso te contar.


Preciso te dizer todas as coisas absurdas que passam pela minha cabeça, te contar todo o desconcerto que sua presença me causa. Preciso deixar dito que toda minha saudade é sua e que eu conto as horas pra te ver. Preciso te fazer entender que sou cheia de defeitos, mas quando você esta por perto eu sinto vontade de ser alguém melhor. Alguém que você gostaria de ter por perto, uma boa companhia. Preciso que você saiba que toda minha falta de jeito, não é por mal, é que nunca aprendi a demonstrar tanto afeto. Tudo que sei é escrever, se isso contar algum ponto, saiba que eu poderia descrever cada um dos teus olhares, até mesmo o de reprovação. Cada alteração na tua voz, cada curva do teu rosto. Só quero que você saiba, que ultimamente todo meu gostar se esconde dentro do seus olhos pequenos.

10 de setembro de 2014

Desculpa o "erro" e não desiste de mim.

Ainda me lembro dos teus olhos de decepção. Me lembro daquela segunda-feira a noite em que eu me sentei do seu lado pela última vez. Ah, você não faz ideia do quanto eu sinto por ter te decepcionado. Eu esperava por uma explosão. Por bater de portas, insultos e te ouvir dizer como estava bravo com tudo, mas você me surpreendeu outra vez. Com uma voz baixa e olhos firmes, apenas me perguntou se era verdade. E eu que sempre tenho desculpas prontas e motivos lógicos pra qualquer argumentação, fiquei paralisada. Fiquei no mais absoluto silêncio, enquanto te ouvia dizer que, não conseguia entender porque eu havia feito aquilo.

Oh, meu bem, eu nunca quis te ferir. Só estava com raiva e medo. Na maior parte do tempo com você, é medo, o que eu sinto. Medo de não ser boa o bastante, de não ser tudo que você procura. Só queria poder voltar naquela noite e mudar as coisas, queria não precisar te ver com essa expressão nunca mais. Porque eu juro, não foi por mal, meu mal nunca é por mal. Nunca quis te magoar, magoar alguém é sempre algo terrível. Só estava agindo do meu jeito precipitado de sempre, sem pensar.

Você já deveria saber que faço coisas estúpidas quando não esta por perto, quando você desaparece eu fico um tanto quanto perdida. E eu queria ter dito isso a você na nossa última conversa, mas não consegui, eu nunca consigo dizer o que sinto, especialmente pra você. Mas se me der outra chance, posso te mostrar que a gente tinha tudo pra dar certo, ainda temos. Até os nossos defeitos combinam. Então volta, odeio dizer o que estou prestes a escrever mas, por favor, me desculpa e volta. Sem você, nem beber tem a mesma graça.

1 de setembro de 2014

Por hoje.


Hoje tudo que eu queria, era dormir na tua casa. Chegar quieta, te ver abrir a porta com aquela cara de quem não aguentava mais esperar e rir do teu jeito. Jogar minhas coisas no chão e me jogar em você, só pra te mostrar o quanto de saudade acumulada eu trago comigo. Hoje eu queria me enfiar no teu abraço e não sair nunca mais, te beijar do jeito que você gosta e te espiar enquanto esta de olhos fechados. Bagunçar sua casa, sua cama, sua vida. Te fazer esquecer que do outro lado da porta existe um mundo. Essa noite eu queria desligar meu celular e me concentrar apenas no som da tua respiração. Me apertar contigo numa cama pequena, sentir o seu cheiro, que me desconcerta, e te ouvir dizer mais uma vez o quanto gosta das minhas chegadas. Hoje tudo que eu queria enxergar ao olhar pro lado, eram nossas roupas misturadas no chão do seu quarto. Só hoje, ou talvez amanhã, ou pro resto da vida.

8 de agosto de 2014

Não ta faltando homem, ta faltando amor.


Percebi que estava sozinha, quando peguei o celular numa manhã de sexta pra te enviar uma mensagem contando um acontecimento banal, mas que tinha me deixado animada, quando me dei conta de que talvez você não fosse se importar. Provavelmente nem entenderia o porquê de toda animação. Fiquei sentada com o celular na mão tentando me lembrar de um cara que realmente fosse entender e rir da minha empolgação junto comigo e me dei conta de que todos aqueles que ficariam felizes só pelo simples fato de eu estar feliz, foram forçados, por mim, a sair da minha vida. Pelo meu velho defeito de nunca gostar de quem gosta de mim. Eu ainda estou com o celular na mão, seu número esta selecionado, mas eu simplesmente perdi a vontade de te contar. E senti de vontade de, pelo menos uma vez, me apaixonar por alguém que também se apaixone por mim.

30 de junho de 2014

Sua chegada!

É, eu sei que não devia dizer nada a respeito. Sei que devia ficar calada e não dizer nem pro espelho o que estou prestes a escrever aqui, mas eu quero, eu preciso, e já faz tanto tempo que não digo nada, que não há nada mais justo do que gritar agora. E já faz tanto tempo que não me sinto assim que quase tinha me esquecido de como era, de como era bom ver alguém chegar e não saber o que fazer com as mãos. Estou ciente de que se eu quiser continuar com isso não vai ser doce nem bonito, vai ter choro e coisas quebradas, eu sei que você é um desastre e sendo eu, não podia ser outro tipo de homem, se não um desastre.

Mas o que eu quero dizer é que talvez eu esteja me apaixonando por você, independente de qualquer problema que você possa me causar, eu não me importo, não ligo se daqui um mês eu vou estar sentada com um copo na mão desejando não ter te conhecido, quero correr esse risco. Não dou a minima pro que os outros vão dizer a nosso respeito. Eu só quero que isso continue até quando der, até quando eu puder. Porque sinceramente te ver chegar foi a melhor coisa do fim de semana. Te ver chegar em qualquer lugar é sempre minha atração favorita.

29 de abril de 2014

O resto do mundo.


Eu não sei amar, ou as pessoas que se tornaram monótonas demais. Você foi a única pessoa que eu amei, mas veja bem, meu bem, eu não te amo mais. Eu só queria entender o que eu vi em você que não vi em mais ninguém. Depois da sua ida, nunca mais encontrei motivos pra querer ficar. Não há sorriso que me encante, tampouco olhar que me atravesse, não conheci nenhum outro par de olhos que me deixasse tímida ao se alinhar aos meus. Parece que o resto das pessoas não são tão encantadoras quanto eu gostaria.

25 de março de 2014

Não sei!


Engraçado como o tempo passou e eu continuo escrevendo sobre a mesma pessoa. Sobre aquele verão e as noites em que eu beirei a felicidade completa, se é que é possível encontra-la. Engraçado como a maioria das coisas mudaram em mim e ao meu redor, e a única que permanece intacta é sua memória.

Meu último quase-romance me perguntou noite passada, o quanto é possível amar alguém. Imediatamente eu disse baixinho seu nome, esse era o máximo que se podia amar. Era o máximo que eu já tinha amado na vida. Eu perdia o rumo só de te ver sorrir, e quando você me olhava fundo o resto do mundo era mera paisagem ao seu redor.

Eu olhei pro cara parado a minha frente com os olhos vidrados em mim, e que a essa altura já estava incomodado com todo aquele silencio e falei, é possível amar até sentir o estomago cheio de fagulhas, até a boca ser pequena pro tamanho do sorriso que se quer dar, até os pulmões ficarem cheios de tanto ar que se prende. É possível amar até a lua ida e volta. Mas pessoalmente eu acredito que o amor tenha muito mais haver com as coisas impossíveis. Como acordar numa segunda e sorrir como se fosse sábado, ficar bêbado sem nenhuma gota de álcool, voar sem asas. Coisas impossíveis como falar de amor e não pensar nele. Simplesmente não dá pra ficar aqui fingindo que estamos indo bem, só pra eu me convencer de que posso gostar de outro homem, mesmo não podendo. Me perdoe mas não é você, é ele. Aqui ou nas tribos da Malásia, continua sendo ele. E talvez sempre seja, não sei.

Eu nunca disse...


Eu costumava pensar que as coisas ficaram mais fáceis, bobagem, a tendencia é complicar ainda mais, sempre. Em todos os setores da minha vida as coisas ficaram mais difíceis, mas não pense que eu estou reclamando, não. Bom, talvez minha tendencia ao drama dê essa ideia, mas na verdade eu só estou querendo dizer que talvez, só talvez, eu estivesse errada quando disse que ficaria muito melhor sem você.

Depois de todas as coisas que vivi sem você estar por perto pra me ajudar, eu aprendi a caminhar sozinha, mas acredite, em cada vez que eu tropecei eu quis que você estivesse ali. Eu quis que você quisesse me ajudar. Eu não te amo mais. Mas gostaria que te dizer o quanto amei, porque pra ser sincera eu nunca disse. Você sempre soube, mas eu nunca lhe disse. Bem, então se sente porque decidi que hoje irei te contar.

Quando eu te conheci eu era bem diferente do que sou hoje, com sonhos muito menores. Mas eu me apaixonei, eu me apaixonei pelo seu par de olhos castanhos. E parecia que o mundo tinha ficado pequeno, cabia dentro do teu sorriso. Como se mais nada no mundo fosse tão bom quanto nós dois juntos. Eu te amei como nunca mais vai acontecer, tão intenso que parecia errado. Planejei toda a minha vida do seu lado, mesmo sabendo que não ia ser, não ia acontecer. Você foi a melhor coisa que aconteceu. Foi a única vez em que senti que valia mesmo a pena estar viva.

Continue sentado e não fale nada, eu não quero que você diga que sentiu o mesmo, não estrague tudo, eu sei que não foi reciproco. Conheço um pouco de você pra saber que deve estar pensando agora mesmo: se eu concordar ainda posso ter ela outra vez. Mas pare, eu não sou a mesma de antes, eu só queria que você ouvisse tudo isso em silencio e soubesse que alguém te amou mais do que qualquer outro ser humano vai amar, que sim, você é um desastre amoroso, mas me fez sentir o chão tremer. E se depois de tudo isso você ainda estiver pensando numa boa historia pra me levar pra sua cama, então ótimo, você ainda é o mesmo homem que eu conheci. E até fico feliz em ver que não mudou, mas não me serve mais fingir que sou amada, eu quero ser de verdade. Desejo que você mantenha sua incrível capacidade de conquistar todo mundo ao seu redor e mais do que tudo, que não acabe uma pessoa vazia, que pelo menos uma vez na vida ame, que descubra como é ter o coração batendo fora do corpo.

14 de março de 2014

Brincando comigo.

Quanto tempo faz que a gente não se vê, um ano, uns meses. Então, como vai você?
Muito tempo pra se resolver e muito pouco tempo pra te esquecer.
A vida passa, tudo outra vez se enche de graça, a gente muda de tom, a gente muda de praça.
Mal se lembra da flor que continha um espinho, mas não esqueço que um pedaço meu ficou no caminho.
Mas voltando ao assunto, como vão seus pais?
Um abraço pra sua irmã que eu nunca vi mais.
E você, me conta ai como vai sua vida, nem te conto como andei curando a minha ferida.
É a vida, é a vida, nem preciso dizer.
Mas é certo que eu mudei, não vou contar pra você.
Quantas noites eu passei em claro te procurando, e você nem ai, só brincando.

Ela brincou comigo, deixou meu coração dividido.
Belo favor que você me fez, hoje eu não mais aquele que você deixou uma vez.

E ai, então me conta quais são as novidades.
Eu continuo na batalha junto com meus compadres.
Continuo na paz, eu continuo na luta e tento me esquecer que você foi uma filha da...

Foi mal, me distrai aqui pensando sozinho. Acho que eu vou pra lá, eu vou seguir meu caminho.
Quem sabe um belo e lindo dia a gente se vê, foi muito divertido estar aqui com você.
Dois beijos na face e um abraço meio sem jeito, agora ta tudo bem, eu tenho aço no peito.
Quantas noites eu passei em claro te procurando, e você nem ai, só brincando.

Ela brincou comigo, deixou meu coração dividido.
Belo favor que você me fez, hoje eu não mais aquele que você deixou uma vez.


SEU CUCA.