28 de agosto de 2012

Apenas as boas lembranças!

E dessa vez não vim para falar mal. Dessa vez não estou aqui pra contar sobre as noites mal dormidas nem sobre as mentiras. Dessa vez eu só queria me lembrar de como parecia ser facil conviver com você, de como as coisas eram simples. As brigas eram mais divertidas do que realmente brigas. Os abraços pareciam proteger e os beijos faziam com que eu me esquecesse de todo o resto. Estar com você era mágico, era muito mais especial do que eu deixava aparentar. Nunca vou me esquecer do bem que você me fez, das risadas que me arrancou, de toda a felicidade que me fez sentir.

15 de agosto de 2012

Nostalgica

Houve um tempo em que eu daria minha vida pela sua. Houve um tempo em que eu pensava que sem você eu não seria mais eu, nada mais teria graça, houve um tempo.
Eu acreditava que era você, o ultimo amor. Acreditava que meu ultimo suspiro seria ao seu lado. Eu acreditava que não importava pra onde a vida te carreguasse você sempre daria um jeito de voltar, mesmo que incoscientemente, pro meu lado. Eu acreditava que a gente ia dar certo.

11 de agosto de 2012

Sempre!

9 de agosto de 2012

Até um dia...

Aos poucos você esta desaparecendo daqui, da minha memória. Eu já não vejo sentido nas coisas que eu dizia sobre você. Não sinto mais aquele sentimento desesperado, aquele medo de viver sem você. Faz algum tempo que eu não penso mais em você antes de dormir. Não é mais você o centro da minha atenção. Eu já não consigo me lembrar do tom da sua voz, já não sei direito a cor dos seus olhos. Eu não conheço mais o seu cheiro, só sei que era bom. Estou perdendo alguns detalhes sobre você, me esquecendo de coisas que antes eu poderia responder com toda certeza desse mundo. Você se afastou demais e cada dia faz menos falta...
Não é que eu tenha me esquecido de você ou de nós dois ou do quanto era amor antes. Mas agora isso não é como o que eu sentia, não é mais tão forte, tão grande. Ainda esta aqui, ainda é amor, ainda mexe comigo mas é como se estivesse adormecido, desativado.
Esse amor deixou de ser fogueira e se tornou apenas faíscas. E por isso mesmo prefiro me manter longe, pra que essas faíscas não voltem a acender.