27 de fevereiro de 2012

Mas seria tão bom te ter outra vez!


Eu sinto tanto medo. Medo de que todas essas palavras sejam mentira, mais uma vez. Eu estou apavorada com a ideia de que você esteja apenas brincando comigo de novo. Mas seria tão bom te ter aqui novamente, mesmo que por pouco tempo.
Todas as noites em que eu pedi pra Deus levar você pra longe de mim, elas foram todas em vão, porque você permanece aqui e não há um dia em que eu não me lembre. Mas depois de tantos erros, eu me tornei insegura. Depois de tantas mentiras eu só queria conseguir acreditar em você como antes. Todos os dias eu me pergunto se você é a coisa certa, e mesmo que a resposta seja sempre não, eu apenas não posso me afastar. Te apagar de mim é algo difícil demais. Seria doloroso demais!
E quando você diz que me ama uma parte de mim quer explodir e eu sinto como se tudo voltasse a ser perfeito, como se nada pudesse atrapalhar meu riso. Mas a outra parte me diz que seria tolice acreditar em você outra vez, acreditar que dessa vez é diferente é como me jogar de um precipício e ter la no fundo a certeza que a corda vai arrebentar.

Enlouquecendo

Esta faltando um pedaço de mim, esta faltando ar. Esta faltando algo que eu não sei se posso substituir. Esta faltando você aqui, porque tudo esta ficando péssimo. Eu pensei que pudesse não me afetar, pensei que não sentiria, mas sua falta esta acabando comigo. Eu te vejo em todos os rostos, todos os caras parecem ter algo em comum, eles me lembram você.
Todos pensam que eu sou idiota por ter perdoado tantos erros, todos acham que eu me tornei estupida por gostar tanto de alguém que não se importa. Mas eu sempre vi em você algo bonito, como se por dentro você fosse a pessoa mais doce que eu já conheci. Como se apesar dos defeitos você ainda fosse um menino com medo de cair. Eu tento não pensar, tento não me lembrar, tento me convencer que você não é nada disso. Mas quando me lembro do seu jeito de falar baixo coisas que ninguém nunca me disse, eu acabo me perdendo. Quando lembro do modo meigo que você contornava meu rosto dizendo o quanto se importava, como pode ter sido tudo mentira? Eu acabo acreditando que pelo menos por um momento você realmente se importou, que por um momento apenas, você também sentiu.

Tão boba!


Eu passo os dias jurando que você não me afeta mais, dizendo pros quatro ventos que já te superei, esqueci, deletei, apaguei e que de você não sinto saudades. Mas basta você me dizer "oi" pra eu ficar toda boba, pra eu esquecer de tudo e começar a sonhar outra vez!

22 de fevereiro de 2012

Falsa!

Será que todos acreditam quando eu digo que te odeio? Sera que eu ainda sei fingir que não me importo? Eu costumava saber, mas desde que você apareceu eu nunca mais tinha conseguido mentir sobre meus sentimentos, nunca mais tinha conseguido ser nada além de transparente. E agora eu me pergunto se eles realmente acreditam quando eu digo que te odeio. Todos me perguntam sobre você como se só quisessem me ouvir responder: "Não sei, pra mim ele morreu." E é realmente isso que eu respondo, foi o jeito que encontrei pra me livrar de todos os comentários que surgiriam se eu dissesse a verdade, se eu dissesse: "Ele esta bem, e talvez volte no fim do ano e eu mal posso esperar por isso."
A verdade é que as pessoas tocam no seu nome fazendo piadas sobre mim, como se isso não fosse algo ruim. Como se, ter todos rindo da nossa historia fosse me ajudar a superar. E eu fico tentando fingir que te odeio por tudo e que não me chateia ter que ouvir seu nome e cada um dos teus defeitos à cada meia hora... Acho que estou me saindo bem.

21 de fevereiro de 2012

Ninguém vai saber...


Eu estou tentando, dia após dia eu tenho me mantido firme, com a cabeça erguida. Eu não vou cair nem chorar. Eu prometi a mim mesma que vai ser diferente. Eu devo isso a mim, por todas as vezes em que voltei atras, por todas as vezes que quebrei minha palavra. Eu disse que dessa vez é pra valer e mesmo já tendo dito isso antes, agora eu realmente falo sério.
Estou ficando sufocada com tudo que eu queria ter tido e não disse, estou engasgada com as coisas que descobri a seu respeito, engasgada com todas as suas mentiras e com as malditas promessas que você fez, mas nunca cumpriu. E eu ainda estou de pé. Mal posso acreditar que há algum tempo atras eu estaria em pedaços se soubesse o que sei hoje a seu respeito, mal posso acreditar o quanto eu mudei desde a sua primeira mentira, o quanto as decepções que você causou me deixaram mais forte.
Tenho me mantido firme. Nem você, nem ninguém vai ver o quanto eu fiquei destruída. Eu estou sorrindo por ai mas a verdade é que eu estou ficando cada dia mais distante e quando ouço nossa musica o tempo parece não passar. Faz tão pouco tempo que você se foi e eu estou sentindo faltar um pedaço de mim. Eu prometi que ninguém me ouviria lamentar, mas eu lamento todos os dias não te ver. Antes de dormir e ao acordar, na rua, e quando alguém fala seu nome. Eu lamento ter te perdido de vista.
Sinto sua falta todo o tempo, mas eu disse a mim mesma que não tenho esse direito. Eu tentei te odiar por todas as mentiras, tentei te odiar por ter me deixado, tentei te odiar pelas vezes em que você não estava aqui, tentei te odiar só por odiar. Mas a verdade é que em todas essas vezes eu nunca consegui te odiar por mais de uma noite.
Não importa o quanto você tenha me machucado, eu sempre me pego te achando lindo. Eu sempre me encontro no meio da noite te querendo apesar de tudo, sempre me acho acreditando que você podia me amar talvez, se desse tempo. Mas eu tenho me mantido forte porque ninguém nunca vai saber o quanto sua falta acaba comigo, nem o quanto eu chorei na noite em que você foi embora. Ninguém vai saber que eu sorri sem pausa enquanto lia a mensagem em que você dizia sentir saudades.
Porque você sempre me ganhou nos detalhes. Você sabia melhor do que qualquer um me arrancar sorrisos, sabia exatamente como me roubar. Você me conhecia tão bem... Me tinha nas mãos e mesmo assim preferiu me soltar. Preferiu me deixar andar sozinha, me perder.

O melhor de mim!

Estou dando o melhor de mim, eu juro que estou fazendo o que posso, mas não há um dia em que eu não sinta sua falta. É como saber que uma parte de mim foi embora e não vai voltar.
Eu não consigo ficar completa quando você não esta aqui, mas estou fazendo o melhor que posso. Nunca imaginei que alguém poderia me fazer tanto mal e ainda assim ser a unica pessoa capaz de me fazer bem. Mesmo depois de tudo que você me causou, todos os danos, eu faria qualquer coisa por você. Como foi que eu me tornei tão estupida, quando foi que você me roubou desse jeito?
Todo dia sem você é normal, e isso acaba comigo. Sinto falta de ter meu coração acelerado, de te odiar incondicionalmente e depois te amar ainda mais, de rir com você, de brigar por você, de ser sua. Sinto falta de toda a confusão que você causava em mim. Sem você esta tudo normal outra vez, normal demais. Frio demais. Vazio demais. Mas o preço pra te ter comigo era muito alto, eu precisava deixar de me amar pra continuar amando você, e eu não estava disposta a isso!

Não era pra dar certo.


Mesmo que eu tente não vai dar, não consigo, nunca consegui te odiar por mais de uma noite. Nunca fui capaz de te deixar pra lá. Dizem que certas coisas não eram pra dar certo. Eu nunca acreditei em destino, mas você me faz duvidar de tudo que antes eu tinha certeza. Porque de um jeito ou de outro você sempre acabava distante.
Eu dei tudo que eu tinha, fiz o impossível pra ficar do seu lado, fui contra tudo que eu sempre considerei certo. Eu quebrei minhas próprias regras, passei por cima de todo o orgulho eu que sempre alimentei. E mesmo que tudo isso não tenha adiantado e que você não esteja aqui agora, eu sei que fui até o limite. Fiz tudo que podia pra salvar um sentimento que era só meu.
Eu ando sorrindo por ai como se já não me importasse, mas a verdade é que eu ainda me importo, tanto. Todos dizem que você nunca valeu a pena, e sei que isso é verdade, mas eu simplesmente não sei me afastar. Eu não sou forte suficiente pra te esquecer assim, você era a parte mais bonita de mim. E de um jeito torto me ensinou muita coisa.
Não preciso que me digam o quanto você me feriu, as cicatrizes ainda estão aqui. Eu ainda me lembro todos os dias de todas as suas mentiras, de toda dor que você causou. Eu sempre soube que você estava longe da perfeição, mas isso nunca me importou. Você era especial, como se sempre soubesse o que eu precisava ouvir ou a hora certa de me abraçar.

16 de fevereiro de 2012

Nunca tentei te deixar...


Eu não queria ter que me acostumar à sua falta. Eu nunca quis te superar, eu nunca tentei me afastar, nem só por um segundo. Mas veja só, a vida fez questão de te levar pra longe. Porque de um jeito ou de outro eu tinha que aprender a ficar sem você.

10 de fevereiro de 2012

Eu estava errada sobre você o tempo todo!

Hoje eu acordei com vontade de apagar todos os textos que escrevi sobre você, de recuperar todo o tempo que eu perdi pensando em você. Mais deixei o que eu havia escrito pra me lembrar de como eu te amei mais do que a mim mesma, deixei todos os textos pra que eu não esquecesse o quanto eu me enganei sobre você e sobre o que você dizia sentir por mim. Era só ilusão. Eu descobri como fui idiota, como fui estupida. Como alguém pode se enganar tanto, como eu pude me enganar tanto?
Eu conheci um cara e ele era incrível. Conheci um cara que me fez ver as coisas de um jeito diferente. Eu conheci um cara e achei que ele fosse feito pra mim. Droga, eu acreditei que você era esse cara. Você não era. Não foi assim, a nossa história não é bonita, não tem um final feliz. Tem só uma garota sozinha se perguntando como pode se apaixonar tanto por um cara que nunca existiu.
Você usava mentiras pra me fazer enrolar, dizia "eu te amo" como quem diz "prazer em conhece-la". E eu te amava como se você fosse o ultimo cara da minha vida. Você ria de mim por ser tão idiota e eu escrevia textos sobre o seu sorriso. Eu realmente acreditava que por trás daquele seu jeito errado existia alguém apenas com medo de se machucar. A verdade mesmo é que eu estive nas suas mãos e você me derrubou e a culpa é minha por ter me colocado assim, tão à sua disposição. Mas eu finalmente vi que o cara que eu conheci naquele dia não era real, era só mais um dos seus personagens. O verdadeiro você é desprezível, joga baixo, me dá nojo.

9 de fevereiro de 2012

Doces lembranças.

"E num fim de tarde qualquer você vai parar seu carro e vai sair com aquele sorriso descarado que só você tem, estampado na cara. Vai me olhar e andar na minha direção. E então vou saber que você esta voltando outra vez pra minha vida..."
Como eu gostaria de acreditar nisso querido. Como eu gostaria de acreditar que os 1.550 quilômetros que separam a gente não são capazes de separar teu pensamento do meu. Como eu queria poder viver convencida de que não importa quanto tempo passe, um dia você voltaria pra me dizer que sentiu saudades. Só que isso não vai acontecer e eu tenho medo de que o tempo apague você de mim. E pior, que me apague de você.
Eu fico repassando na minha cabeça cada palavra que você disse antes de ir embora, imaginando se pelo menos dessa vez você foi sincero. Porque eu aprendi a não confiar em você, mas isso fica difícil quando você me olha nos olhos. Você e esse seu jeito estranho de se importar, de gostar. Por que é que você tinha que ser tão complicado, tão errado? Vou sentir saudade de toda a confusão que você causava em mim, da bagunça que você fazia na minha cabeça e no meu coração. Vou sentir saudade desse sentimento sem nome que a gente tinha. Porque do nosso jeito, do nosso jeito confuso e desajeitado nós tínhamos algo diferente. Mesmo separados nós sempre dávamos um jeito de nunca nos perdermos de vista, nem que fosse só pra se olhar, nem que fosse pra brigar.
Existe tanto de você aqui ainda. Suas manias, seus olhares, o jeito de falar, de sorrir, de andar. Quanta coisa você deixou pra trás, junto comigo!

8 de fevereiro de 2012

Perdi você de vez!


Então acaba aqui? Assim? É. Tanta coisa que eu achei que fosse viver com você, tantos planos eu tinha feito. Tudo acabou, até as esperanças. Você por perto era o que eu queria pra sempre, como se quando você estivesse aqui tudo ficasse bem, mesmo sendo complicado e todo torto esse meu sentimento, ele era só por você. Eu te amei desde a primeira vez, desde o primeiro beijo. Só eu sei como sua falta vai acabar comigo, como vou sentir saudades.
Acho que se eu pudesse pedir alguma coisa, pediria pra não te perder nunca, pediria pra não ter que te ver indo embora. Porque eu passei os últimos tempos fingindo que não me importo, mas no fundo eu nem sei por onde continuar, eu ainda acordo todos os dias sentindo sua falta. No fundo eu ainda gosto de você mais do que a qualquer outro, mais do que eu já fui capaz de gostar.
E mesmo que eu tenha te perdido a muito tempo eu sabia que você estaria por perto no fim de mais uma semana vazia, mesmo que não fosse comigo você estaria nas minhas vistas. Eu ainda poderia conversar com você, poderia te tocar, poderia até fingir que no fundo você também sentia alguma coisa mesmo que não sentisse nada. No fim de mais uma semana você estaria aqui, eu iria te olhar e me perguntaria mais uma vez porque eu fui me apaixonar.
Nós sempre acabávamos nos encontrando por termos mantido os mesmos amigos, nós sempre trocávamos algumas palavras e eu podia até notar um pouco saudade nos seus olhos, nós mantínhamos uma amizade meio confusa só pra não se perder um do outro de vez. Só pra que eu pudesse alimentar expectativas e me convencer de que você não tinha jeito, que não sabia amar.
E por Deus como me dói, como me destrói saber que isso acabou. Que a gente não vai mais se ver nesses encontros por acaso, a gente não vai mais brigar, a gente não vais mais se provocar e eu nunca mais vou ver nos seus olhos um brilho que só existe ali. Não vou mais ver aquele pouquinho de saudade, que existe lá no fundo, que sempre alimentou todas as minhas esperanças. Você ta indo embora de mim, indo embora pra longe. E eu estou perdendo o restinho de você que ainda era meu.

2 de fevereiro de 2012

Um idiota fabuloso!

O que tem nessa droga de sorriso que me faz ficar boba, como você consegue me desarmar com apenas um olhar. Com tantas opções porque eu tinha que gostar logo de você, porque eu tinha que gostar?
De qualquer maneira, eu devo dizer que você é o idiota mais fabuloso que eu já conheci, que me enganou perfeitamente e que mesmo conhecendo cada um dos seus defeitos não posso dizer que não sinto saudades porque é isso que eu sinto quase todo o tempo.
O seu cheiro e o jeito como me abraçava, cada pedaço de você. Isso são coisas que eu não vou ter volta, sensações que eu nunca mais vou sentir. Estou te colocando pra fora da minha cabeça, te expulsando da minha vida. Eu não quero você por perto nem que seja só pra me dar bom dia, não dá pra seguir em frente se as lembranças não ficarem pra trás.