17 de dezembro de 2012

Sofrimento antecipado.


Eu queria você. Todos os dias, colado em mim. Queria aquele seu abraço que me levanta no ar e o som gostoso da sua risada. Queria você em todas as ocasiões. Queria aquele beijo no rosto estalado que você me deu depois de uma dança e suas mãos nas minhas.
Eu ando querendo tanto você, em todos os lugares, o tempo todo. Já estou sentindo que vai doer, vai doer quando você for embora. Vai doer quando eu não puder mais te ver, te sentir. Vai doer quando você decidir que não quer mais...
Eu estou sofrendo por antecipação, eu sei. Mas é que você já preencheu um espaço tão grande aqui, em mim, que me assusta imaginar como vai ser quando você decidir partir. E eu odeio admitir, mas quando fico assustada eu faço tudo errado. E estou assustada agora. Estou com medo de antecipar o nosso fim por estar com medo dele.

16 de dezembro de 2012

Você pode...

Sabe, eu continuo acreditando em você. Acreditando na sua luz própria, na luz que me fez te amar tanto. E mesmo que me digam o contrario, eu sei, eu acredito que você pode ter o que quiser. Nunca conheci alguém que conquistasse qualquer coisa tão fácil como você. Só com um sorriso você poderia conquistar o mundo.
Eu não estou mais falando de amor, não, eu estou dizendo e com todas as letras, que você não nasceu pra ser só mais um. Você pode ser o que quiser. Você pode chegar aonde ninguém acredita, eu sei que pode.
Tudo que precisa é de alguém que acredite em você e eu acredito. Eu sempre acreditei e eu vou morrer acreditando que você pode chegar até o céu se quiser.
Seu único problema é não querer, não querer crescer. Não querer um futuro. Não querer ser "alguém". Chega me doer, te ver estragando tudo. Estragando sua vida aos poucos. Dói perceber que o homem que eu amei tanto um dia, só faz as escolhas erradas. Se eu pudesse mudar qualquer coisa, eu mudaria você. Porque eu odeio te ver jogando sua vida pela janela. Eu odeio a idéia de que você se acomodou, de que se contentou com uma vida medíocre.

17 de outubro de 2012

Corpo a corpo.


Não importa quantas bocas eu beije, quantos corpos eu toque, nenhum deles vai entrar na minha mente como você. Ninguém vai me comandar como você. Porque ninguém tem essa essencia, esse jeito, essa magia, esse brilho. É só você que consegue me paralizar, me deixar sem fala. Os outros se tornam apenas sombras quando você esta por perto. Tem algo em você, algo que me atrai, me prende, me domina. Não tem nome a sensação que tenho quando a gente se toca. É extraordinario!

Não deixe o tempo me roubar de você!


Será que alguém poderia lhe dizer que você esta perdendo tempo. Perdendo vida. Talvez alguém devesse te lembrar, uma última vez, que o tempo esta passando e que eu estou cada dia mais distante... 

E você desistiu...

Quando eu te encontrei não pensei que pudesse gostar tanto de você. Não pensei que você seria importante, na verdade nem sei porque foi que eu quis te conhecer. Mas eu quis. E como foi bom te conhecer. Você foi a ultima  melhor coisa que me aconteceu...
O ultimos meses foram os melhores que eu ja vivi e não posso te deixar se afastar de mim, sem ao menos tentar te fazer entender que eu te amo, que eu amo cada uma das suas qualidades e amo ainda mais os seus defeitos. Amo quando você me chama de "linda" e quando diz baixinho "eu te amo". Amo quando diz que sente minha falta e que precisa me ver. Amo quando você sorri e seus olhos quase fecham. Amo o modo como você arruma o cabelo e seu jeito chato de ser. Eu amo tanto essas coisas suas que as vezes preciso te dizer só pra não explodir, mesmo eu odiando admitir que amo tanto alguém. Não importa o quanto a gente a brigue, você sempre vai ser o meu anjo. Eu sei que sou chata e que as vezes fica quase impossivel me suportar, mas todos os dias eu acordo tentando ser melhor por você, pra você. Só não desiste de mim. Não desiste...

Deixou de ser você.

E hoja pela primeira vez você não era minha primeira opção. Hoje depois de tanto tempo você havia deixado de ser meu primeiro desejo. É incrivel como as coisas mudam. Hoje pela manhã peguei meu celular com algumas mensagens não lidas e nem por um segundo sequer me passou pela cabeça, ah podia ser ele. Eu quis imediatamente que as mensagens fossem de outra pessoa. E o mais engraçado é que estou repetindo seu nome agora e nada, nenhum arrepio, nenhuma saudade. Você deixou de ser o pedido das minhas orações há algum tempo e só hoje eu percebi isso.

Esqueça.

Você se pergunta quando foi que ele deixou de te amar, quando foi que ele decidiu que você não era mais o amor da vida dele? Bom, eu lhe digo, foi quando ele enjoou. É, ele enjoou, simples assim. Esqueça as coisas que ele lhe dizia. Desde as mais banais como, minha linda, minha pequena, minha vida, minha querida, minha princesa. (Minha é o caralho, você não é dele e não é de ninguém. Você é sua e só se dá de presente pra alguém, a mulher que não reconhece o próprio valor). Até as mais profundas como, você é a razão do meu viver, eu jamais conheci alguém que me fizesse tão bem quanto você, eu vou amar você pra sempre, estou tentando ser um homem melhor por você e a mais clássica de todas: Eu mudei por você!
Esqueça tudo isso, porque se ele te deixou sem um motivo razoavelmente bom, era tudo mentira. E só mentira.

16 de outubro de 2012

O que diria à pessoa que você ama?

Diria que eu sou completamente louca por você. E que não há um dia sequer em que eu não me lembre de você, e de como nós poderiamos ter sido um casal fantástico. De quantas coisas eu sei a seu respeito e quantas outras eu gostaria de aprender. Diria que comecei a viver no dia em que te conheci e que ninguém no mundo tomará seu lugar, porque você é único. Você é a unica excessão à minha regra de não amar ninguém acima de mim mesma. Diria que sinto meus pés sairem do chão quando eu olho dentro dos seus olhos e que não há nada mais bonito nesse mundo do que o seu sorriso. E que o som da sua risada é a melhor musica que já ouvi. Eu diria que o meu mundo inteiro some quando você me abraça e que nada pode me roubar esse abraço. Esse, que é o melhor abraço que já senti. Por fim, eu diria que mesmo que se passem séculos, em nenhum só dia, seu rosto sairá da minha cabeça e que sempre que me perguntarem sobre o amor eu falarei sobre você!

10 de outubro de 2012

Não deu!

Não importa pra você, mesmo assim eu quero dizer. Não vai fazer diferença, mas eu quero que você saiba... Eu te ouvi me chamar de amor e achei que fosse sincero. Eu resisti às suas crises de ciumes que até hoje não entendi (porque afinal, só tem ciumes quem ama). Eu te dei o melhor que eu tinha e fingi que não me irritava quando você tentava mudar meu jeito. Eu ignorava as piadas que faziam sobre você (sobre sua idade, sobre suas pernas finas e seu exagero). Eu briguei quando me disseram que seu sorriso era falso e que nós não durariamos muito (e no fim não é que a pessoa estava certa). Eu ouvia você falar sobre suas histórias ridiculas de quando ficou bêbado ou do quanto você e seus amigos infantis se julgavam espertos. Ou até mesmo da vez que você matou aula pra fumar e se sentiu "vivendo perigosamente". Eu ouvia tudo isso e só pra te agradar fingia que te achava foda. Eu aguentei suas manias irritantes e sua birra. E quer saber, seu jeito mimado me dava nos nervos, mas eu aguentava. Eu aguentei tudo por todo o tempo e o prêmio que recebi por isso, foi ser dispensada. Dispensada, como se você pudesse encontrar no mundo alguém melhor, ou que te alguentasse mais, do que eu.
Mas agora meu caro, agora você é quem vai ter que aguentar uma verdade. Eu sempre fui mulher demais pra você e só aguentei todo esse tempo porque achei que você pudesse se tornar homem suficiente pra mim. Não deu!

6 de outubro de 2012

De repente!

Eu queria entender porque você? Porque no meio de tanta gente foi você quem me salvou. Quando eu não acreditava mais que pudesse amar outra pessoa, eis que surge você com seu sorriso meigo e seu jeito doce meio amargo. Me roubando de tudo que eu sempre acreditei, me roubando da realidade que eu já tinha me acostumado a viver. Foi devargazinho, quase que de maneira imperceptível que você me ganhou. Eu lhe contei os meus medos e minhas feridas, contei a você coisas que eu não havia contado a mais ninguém, entre uma crise de choro e outra eu te revelava coisas que eu escondia até de mim mesma. E você ouvia, você ouvia cada palavra que eu dizia gaguejando e escutava minha voz ficar rouca enquanto eu chorava. Eram nesses pequenos instantes que você me ganhava sem que nós nem percebêssemos. Foi só pra você que revelei o meu medo de perder as pessoas, foi só pra você que eu mostrei o quanto sou fraca e frágil. O quanto sou fácil de quebrar. Com você não tinham joguinhos, era assim, eu te amo mesmo. Não tinhamos medo de ser nós mesmos o tempo todo, pelo menos eu não tinha. Ninguém nunca esteve tanto tempo do meu lado sem estar. Era como se você cuidasse de mim de longe, como se sentisse minhas dores por pensamento. Por algum tempo você foi o meu chão, o lugar pra onde eu corria quando as coisas pareciam desabar. Você parecia saber que eu precisava de cuidados e mimos. Que por mais que eu tente esconder com uma surperficie meio fria lá no fundo eu sou o tipo romantica, o tipo que ainda acredita em amor verdadeiro, de coração puro. Mas você foi embora. Você me ensinou que sempre existe alguém capaz de curar suas feridas e depois partiu, saiu da minha vida do mesmo modo como entrou. De repente.

28 de setembro de 2012

Mais um adeus!

Eu to sentindo tanto a sua maldita falta. Sentindo falta das nossas brigas que sempre acabam em declarações. Das suas mensagens, dos seus telefonemas, do seu ciumes, das suas girias, da sua insegurança. Ta tão vazio agora, sem você, sem nossos planos. Cadê você, cadê nós, nossas conversas, nossos exageros, cadê?
Por alguns instantes parecia que ia dar certo. Parecia só. Você foi embora como todos os outros, e eu fiquei como sempre, sozinha e inconsolavel,  me perguntando porque os homens da minha vida sempre mentem?

19 de setembro de 2012

Detalhes!


Eu sei tanto sobre você, tenho tantas coisas pra contar. É como se eu tivesse passado uma vida do seu lado, quando na verdade foram apenas algumas semanas.

Ainda...

Ela ainda é sua. Ela ainda sente sua falta quando esta sozinha. Ela ainda não se livrou das coisas que você deixou para trás, aliás, porque foi que você a deixou para trás? Ela não era forte o suficiente pra ficar sozinha e mesmo assim você foi embora.
Alguém deveria se sentar ao seu lado e te fazer entender que isso é raro, que é raro mesmo amar alguém assim. Que talvez ninguém nunca mais te ame assim. Alguém deveria lhe avisar que a sua garota esta aprendendo a sorrir sem você, que ela esta prestes a te deixar no passado assim como você fez com ela. Então meu amigo, não perde mais tempo. Não perde ela... ainda mais. Corre. Corre, antes que outro cara ensine a sua garota a ser feliz sem você.

15 de setembro de 2012

Sinceramente, eu tentei.

Mas depois de tudo eu vejo como foi bom ter insistido em você, como foi bom tentar de todos os jeitos possiveis ficar ao seu lado, mesmo fracassando.
Eu te dei todas as chances que você poderia querer. Perdi as contas de quantas vezes te perdoei, de quantas vezes fechei os olhos pro teus erros, pra tuas mancadas. Em quantas mentiras eu fingi acreditar só pra não ter motivos pra te deixar. Eu acordava todos os dias querendo ser melhor por você, pra você. Cada dia eu me esforçava pra ser mais simpatica, mais tranquila, mais bem humorada, mais compreensiva, mais interessante e mais bonita e tudo isso pra você, pra te manter por perto. Aprendi a gostar das coisas que você gostava e, por incrivel que pareça, ainda gosto.
Em nenhum dia sequer eu desisti de você. Deus, como eu tentei fazer a gente dar certo. E não pense que eu me arrependo, nunca. Eu fui até o fim, eu dei o que eu tinha de melhor a você e se mesmo assim a nossa história não aconteceu, eu sei que não foi por minha culpa.

10 de setembro de 2012

Sempre esperei por você...


Você é a droga de amor que eu sempre quis. Nunca idealizei um cara perfeito, homens corretos nunca me atraíram. Esperava por você antes mesmo de saber que você existia. Com todos os erros e defeitos que eu já conheço, é assim que eu te quero. Você é a vida que faltava em mim, antes de você eu apenas respirava. Nada no mundo faz mais sentido do que eu e você, pelo simples fato de não fazer sentido algum. 
É loucura desejar alguém que te faz mal. É loucura querer ficar do seu lado sabendo que vai me machucar, mas é loucura ainda maior imaginar minha vida toda sem seus rastros. Sem você por perto, mesmo que sua presença as vezes me faça chorar.

6 de setembro de 2012

Disfarce!

Porque você age como se eu fosse um objeto que você pode até deixar de lado, mas que sempre vai ser seu. E quando me vê sorri, sorri com a cara inteira, com aquele sorriso largo de quem realmente acha graça. Graça de me ver sem jeito, sem defesa e sem paz. E eu me esforço pra não rir de volta, pra não te encarar porque depois que te olho uma vez não consigo mais parar. E repito pra mim mesma, que seu jeito de andar engraçado e seu sotaque te deixam ainda mais ridiculo do que você já é. Mas o que eu posso fazer se o meu desejo escolheu você...

4 de setembro de 2012

Reticências de nós dois!

Vez em quando tenho a sensação de que você ainda vai aparecer na minha frente como se o tempo não houvesse passado, como se as coisas não tivessem mudado. Com aquele mesmo sorriso, que eu já me cansei de dizer que amo, dizendo as mesmas coisas de antes e agindo como se ainda achasse graça em me ver atordoada com sua presença.
Você sempre sentiu prazer em me confundir, em provar a si mesmo que eu sempre iria te amar. Agora isso tudo me parece engraçado. E talvez seja isso que eu mais ame em você. Sua graça, essa mania de estar sempre sorrindo. Agora tenho certeza de que foi seu jeito de quem nunca leva nada a sério, que mais me encantou, junto com sua imensa capacidade de dizer a coisa certa na hora certa. Eu nunca passei mais do que dez minutos do seu lado sem soltar uma gargalhada, ou ao menos um riso envergonhado. Você me ganhava no meu ponto fraco, sorrisos.

Minha única certeza.



Eu tive certeza de que era você, quando segurou minha mão e eu senti que poderia fazer qualquer coisa. Era você quem eu amaria a vida toda.
Talvez um dia, quando você tiver descoberto que não pode passar a vida toda brincando, a gente se encontre e continue de onde parou. Talvez um dia no meio de uma rua ou de uma festa ou de uma fossa a gente se esbarre e lembre de como foi bom. De como um ainda deseja o outro.

Vez ou outra...


Vez ou outra eu sorrio sozinha ao me lembrar de você. Eu sempre acho que já não sinto nada, mas são nesses breves momentos sorrindo sozinha por ai, que percebo o quanto de você ainda existe em mim. O quanto de você eu guardei escondido de todos.

28 de agosto de 2012

Apenas as boas lembranças!

E dessa vez não vim para falar mal. Dessa vez não estou aqui pra contar sobre as noites mal dormidas nem sobre as mentiras. Dessa vez eu só queria me lembrar de como parecia ser facil conviver com você, de como as coisas eram simples. As brigas eram mais divertidas do que realmente brigas. Os abraços pareciam proteger e os beijos faziam com que eu me esquecesse de todo o resto. Estar com você era mágico, era muito mais especial do que eu deixava aparentar. Nunca vou me esquecer do bem que você me fez, das risadas que me arrancou, de toda a felicidade que me fez sentir.

15 de agosto de 2012

Nostalgica

Houve um tempo em que eu daria minha vida pela sua. Houve um tempo em que eu pensava que sem você eu não seria mais eu, nada mais teria graça, houve um tempo.
Eu acreditava que era você, o ultimo amor. Acreditava que meu ultimo suspiro seria ao seu lado. Eu acreditava que não importava pra onde a vida te carreguasse você sempre daria um jeito de voltar, mesmo que incoscientemente, pro meu lado. Eu acreditava que a gente ia dar certo.

11 de agosto de 2012

Sempre!

9 de agosto de 2012

Até um dia...

Aos poucos você esta desaparecendo daqui, da minha memória. Eu já não vejo sentido nas coisas que eu dizia sobre você. Não sinto mais aquele sentimento desesperado, aquele medo de viver sem você. Faz algum tempo que eu não penso mais em você antes de dormir. Não é mais você o centro da minha atenção. Eu já não consigo me lembrar do tom da sua voz, já não sei direito a cor dos seus olhos. Eu não conheço mais o seu cheiro, só sei que era bom. Estou perdendo alguns detalhes sobre você, me esquecendo de coisas que antes eu poderia responder com toda certeza desse mundo. Você se afastou demais e cada dia faz menos falta...
Não é que eu tenha me esquecido de você ou de nós dois ou do quanto era amor antes. Mas agora isso não é como o que eu sentia, não é mais tão forte, tão grande. Ainda esta aqui, ainda é amor, ainda mexe comigo mas é como se estivesse adormecido, desativado.
Esse amor deixou de ser fogueira e se tornou apenas faíscas. E por isso mesmo prefiro me manter longe, pra que essas faíscas não voltem a acender.

26 de julho de 2012

Nós eramos perfeitos.

Eu ainda me pergunto antes de dormir porque você foi estragar tudo. Porque é que você não podia ter me amado, por que foi me perder, por que teve que jogar tudo fora... Nós eramos perfeitos um pro outro. Eu aceitava e amava cada um dos seus defeitos ridículos e você me fazia ser mais forte.
Eu poderia te apoiar quando tudo desse errado e você me daria um daqueles abraços que doem de tão apertados. Quando seus planos fossem por aguá abaixo, eu poderia ser seu abrigo. Eu poderia te dar a mão quando todo mundo te virasse as costas e você me beijaria e me prometeria toda a felicidade possível.  Eu poderia ser sua melhor amiga e você seria o meu escudo. Eu poderia te ajudar a conquistar o mundo. Eu poderia também comemorar suas vitorias, me orgulhar de você em cada acerto, eu poderia te acompanhar em cada aventura, poderia salvar sua vida as vezes e tudo que eu te cobraria seria lealdade. Nós poderíamos ter sido uma dupla sensacional. Mas agora, depois de escrever tudo isso, eu vejo que na verdade foi melhor assim. Talvez se você não tivesse estragado tudo eu ainda estivesse presa a você. Talvez eu ainda estivesse acreditando nessa teoria ridícula que eu acabo de escrever, talvez você ainda estivesse me atrasando.

17 de julho de 2012

O meu melhor amigo.

Faria diferença se eu dissesse que com você foi diferente? Faria diferença se eu dissesse que a única coisa da qual me arrependo em toda minha vida foi ter deixado você ir embora? Faria diferença se eu dissesse que você foi a melhor coisa que me aconteceu? Faria alguma diferença, por menor que seja, se eu dissesse que eu te amo? Que eu amo cada um dos menores detalhes de você. O modo como você sorri, o tom da sua voz, o seu jeito de brincar falando sério, nossas conversas, o seu abraço. Eu sinto tanto falta de tudo isso.
Eu me lembro da primeira vez em que conversamos, era como se eu te conhecesse a vida toda. Você foi mais do que um rolo, você foi o meu melhor amigo. Eu sentia em você a confiança que eu não tinha nem em mim mesma. E nada nunca vai desfazer o que tivemos. Como se eu pudesse passar 50 anos sem te ver e te reencontrar depois disso e ainda ter a mesma intimidade de antes. Talvez isso seja amor. Amor mesmo. Essa sintonia, essa paz, esse prazer em falar sobre você, essa saudade de conversar sobre as coisas mais insignificantes como, o clima ou a cor do chinelo que você tinha há dois anos atrás. Tudo isso me fazia um bem absurdo.

11 de julho de 2012

Prestes a partir...

Assim, no meio da noite, um choro sem fim surgiu. Não, não você. Eu não suporto mais nenhuma perca, não suporto mais nenhuma despedida, não suporto perder mais ninguém, principalmente você!
Como uma balde de agua fria em todos os meus planos de te reconquistar. Você esta prestes a ir embora e agora mais do que nunca eu tenho certeza de que te perdi. Alguma força do além insiste em levar pra longe todas as pessoas que eu mais amo e agora esta dando um jeito de te levar também.
Eu só queria poder passar esses ultimos tempos ao seu lado, mas eu sei que não vai dar, eu perdi até mesmo o direito de te querer, quando decidi te deixar.

25 de junho de 2012

Perto da perfeição!

Você era a pessoa certa, no momento errado e seu único defeito foi ter me encontrado cedo demais. Era cedo demais pra eu reconhecer o cara certo. Você foi meu melhor amigo, foi minha melhor companhia, foi as melhores conversas, foi a paz que eu nunca havia sentido. Você foi a resposta de Deus quando eu pedi alguém, mas era cedo demais pra eu reconhecer isso. Era cedo demais pra eu entender que todo o tempo era você. A pessoa certa, quem eu sempre procurei...
Você apareceu numa noite de agosto ou setembro, eu mal me lembro. Sabe quando você encontra alguém pela primeira vez, mas sente que já conhece a pessoa de outra época, como se você me fizesse acreditar em outras vidas. Sabe quando você cruza o olhar com alguém e se sente bem, quando você abraça uma pessoa e sente que nada pode te roubar aquele abraço. Te olhar me trazia uma paz que eu mal posso explicar. É como se você realmente fosse diferente de tudo que existe. Pena eu não ter reconhecido nada disso quando você me encontrou.
É diferente de tudo que eu já senti antes, eu confiaria minha vida a você. Eu gosto de falar de você, gosto de lembrar de você, gosto de contar nossas conversas, gosto de espalhar por ai o quanto você é especial. Eu tenho orgulho de dizer que nós tivemos algo, porque talvez eu nunca mais encontre alguém que faça sentir orgulho, assim, como eu sinto de você. Não existem pessoas perfeitas, mas existe algo em você que faz tudo ao seu redor parecer mais bonito. Você me faz querer ser uma pessoa melhor. E é mesmo uma pena eu ter descoberto isso só agora, uma pena eu ter te deixado ir embora, uma pena eu ter te decepcionado, me desculpe. Eu precisava cair para crescer e precisava crescer para entender que tudo que eu sempre quis esta exatamente em você.

22 de junho de 2012

Amor em vão!

Enquanto cada pessoa ia se afastanto de você, eu te amava mais. Foi sempre eu. Quem nunca te deixou, quem nunca soube te dizer não. E foi sempre você. O causador dos meus problemas, o motivo das minhas noites em claro.
Você não tinhas muitos amigos, não tinha simpatizantes, não tinha muitas coisas. Mas teve a mim, na palma da sua mão. Tinha todo meu coração, tinha minha alma se quisesse. Eu era um brinquedo e você era meu único dono. Era bom ficar comigo de vez em quando, era engraçado brincar comigo, era gostoso rir de mim e saber que você sempre teria alguém à sua espera.
Mas depois de passar noites inteiras me sentindo uma idiota por sua causa, uma coisa eu descobri, eu nunca fui perfeita, mas sempre fui muito pra você.

Um dia qualquer.

E ai então você lembra dele e dá uma saudade. Uma vontade de voltar atrás, de viver tudo outra vez. Mas ai você se lembra também que já foi, já passou, já acabou. Que não tem volta. E isso já não dói, não como antes. Acho que o tempo vai cicatrizando devagarzinho até as maiores feridas. Um dia você olha pra trás e percebe que foi melhor assim... Mesmo o amando tanto, eu sei que nós não fomos feitos pra dar certo. Não eramos feitos um pro outro, nunca fomos.

13 de junho de 2012

Sobre ele e o amor:

Sinto que ainda existe aqui um pedaço dele que ficou, quando ele decidiu ir embora. Tenho a sensação de que ninguém mais vai me deixar tão completa outra vez. Como se eu soubesse que uma parte de mim será sempre dele. Aquele sorriso torto é o que vou lembrar sempre que me perguntarem sobre o amor.

12 de junho de 2012

Por toda vida.


Mas eu só queria que você soubesse que durante toda sua vida, mesmo que procure, você não vai encontrar alguém que te ame em oitenta anos tanto quanto eu amei num só dia...


11 de junho de 2012

Outra vez você!

Ficar negando é cansativo, tentar não sentir é perca de tempo. A verdade é que eu nunca deixei de pensar em você. A verdade é que todas as vezes em que eu disse que te esqueci foram tentativas desesperadas de me convencer disso.
Você esta na minha cabeça e parece que não vai sair tão facil. Já tentei de umas mil maneiras diferentes te esquecer, mas a cada dia me convenço mais de que isso é quase impossivel. Quanto mais eu fujo das lembranças, mais elas aparecem. Um domingo atarde. Um filme. A nossa musica. O seu perfume. Suas caretas. O jeito de falar, de andar, de sorrir... Até uma folha no chão me lembra você.
Eu já me acostumei com a sua ausencia, com a idéia de que não vamos ter outra chance. Não mesmo.
As vezes eu ainda imagino como seria te encontrar de novo, mas prefiro não descobrir. Prefiro me manter o mais distante possivel, porque te ver, seria ver todos os meus planos que não deram certo. A minha saudade em carne e osso. Ver tudo que eu preciso pra ser feliz bem na minha frente e saber que eu não posso fazer nada, e que não adiantaria mesmo que eu tentasse.
Ver a única pessoa que eu não posso amar e que é justamente quem eu mais amo. Não, prefiro não te ver mais. Prefiro me manter longe. Prefiro manter a ilusão de que você pensa em mim as vezes, do que ter a certeza de que não se importa. Pode chamar de tolice ou de medo da realidade, mas só eu sei o quanto doeria te ver mais uma vez acompanhado e me lembrar de que eu sou apenas parte do seu passado.

Tão sua.

Não posso negar que sua presença me afeta. Não sei e nunca soube esconder o quanto você mexe com cada milimetro do meu corpo. Nem em mil anos eu saberia disfarçar meu olhar ao te ver, o arrepio que me dá só de ouvir o teu nome. Nem com toda frieza do mundo eu conseguiria fingir que não te pertenço mais.
Que passem dias, meses, talvez anos. Eu ainda continuarei sendo sua. Mesmo quando tento não ser, mesmo quando já me cansei de ser, mesmo quando te odeio... Mesmo quando sou de outro, ainda sou inteiramente sua.

9 de junho de 2012

O que nós fomos?

Nós somos algo confuso, algo que nunca entendi. Eu nunca dei um fim decente à nós dois. Sei onde nossa historia começou, mas não sei onde ela terminou. Me confundi mil vezes tentando explicar a mim mesma o que nós tinhamos ou o que tinhamos significado.
Pra você eu  fui diversão, passatempo, só mais uma. Fui um namoro de brincadeira, distração. Mas o que você foi pra mim, até hoje eu não sei. Talvez uma lição, talvez uma decepção. Foi talvez um verão ou um erro. Foi um tema pros meus textos, foi meu primeiro grande amor ou meu primeiro grande engano. Até hoje não descobri que droga você foi. Mas isso hoje também já não importa. É só que eu sempre tive a mania de querer entender tudo, mas tentar entender o que eu sinto ou senti é só querer arranjar confusão pra minha cabeça. Definitivamente não importa o que você foi, e sim o que é agora. E agora você é apenas passado!

1 de junho de 2012

Alguém feito pra mim!

Só queria encontrar alguém que tocasse minha alma, num dia qualquer, alguém que me fizesse ter vontade de ir além. Alguém que segurasse minha mão e me levasse pra voar. Eu estou tão cansada de andar sozinha, cansada de ser forte todo o tempo. Eu só queria poder desacelerar, deixar o tempo passar devagar, dormir nos braços de alguém. Só eu e o amor, só um lugar em paz, só alguém com quem eu pudesse rir. Alguém que nunca fosse me machucar!
Eu tenho a necessidade de sonhar, muito, o tempo todo. Tenho vontades que vão além, sonhos que ninguém conhece. E tudo de que eu preciso é alguém que queira me acompanhar, que não solte minha mão quando eu cair, que me ame mesmo sem me entender. Alguém que me abrace quando estiver frio. Ninguém o forte o tempo todo, ninguém é perfeito sempre, as pessoas precisam de colo as vezes!

30 de maio de 2012

Sobre você:

As vezes eu me pergunto como você costumava ser. Como você se tornou o que é hoje, quando foi que deixou de sentir, quando foi que se tornou tão frio.
As vezes eu imagino como é que você consegue não se deixar envolver. Sabe, beijar uma pessoa, rir com ela, fazer planos, dar a mão, ver um filme ou passar noites conversando e mesmo assim não sentir nada, mesmo assim não ser capaz de ama-lá, nem um pouquinho sequer.
Vez em quando me passa pela cabeça como é ser você, como é ter todas e não se importar com nenhuma. Pode parecer irônico, mas eu já quis ser assim como você. Já quis enganar os outros só pelo prazer de me sentir mais esperta. Eu que já te achei esperto um dia, por saber fingir tão bem, hoje sinto apenas pena de você. Pena por seus amores não durarem mais do que três meses, pena por você dispertar nojo em tanta gente, pena por sua vida ser tão vazia como é, pena por você sempre afastar as pessoas que mais te queriam bem. Pena por você ter se tornado alguém digno de pena!

29 de maio de 2012

Grande engano.

"Enquanto o SMS era encaminhado senti um arrepio e desejei não me arrepender mais tarde."

Desejei mesmo não me arrepender, mas foi exatamente isso que me aconteceu. Quem poderia imaginar que meses depois eu me torturaria por ter mandando aquele maldito SMS. Quem poderia imaginar que eu estava trocando o meu principe por um sapo!
Eu releio tudo o que escrevi e desejo mais uma vez que fosse possivel voltar no tempo pra contar a mim mesma que no momento em que eu escrevia aquela mensagem eu estava cometendo um dos meus piores enganos.

28 de maio de 2012

Nunca mais eu e você ♪

Não adianta ter saudade de quem não ira voltar.
Perder alguém é crueldade. Amor pra mim, tem que durar.
Se já não tem volta, porque ainda lembro?
Se não mais te importa porque eu me rendo?
E o que me sufoca, me diga a verdade.
Fecharei a porta das minhas vontades.

Pra sempre lembrar, e reconhecer que não vai voltar.
Nunca mais eu e você.
Pra sempre lembrar, e reconhecer que não vai voltar.
Nunca mais eu e você.


(Paula Fernandes)

Me deixa voltar!

Não sei se agora importa ou se faz alguma diferença, mas queria que você soubesse que se eu pudesse voltar atrás eu jamais teria te deixado escapar. Jamais teria te perdido. Eu nunca quis te machucar, mas foi exatamente isso que eu fiz. Eu estraguei a melhor coisa que tinha me acontecido, você. Estraguei a história que nós mal tinhamos começado. Deixei você ir embora, deixei você sair da minha vida e só eu sei o que eu faria pra te ter de volta.
Você diz que isso não importa mais. Diz que não tem magoa, mas eu sinto no teu jeito, um incomodo quando o assunto sou eu. Você diz que agora só pode me oferecer amizade, mas quando me olha eu vejo saudade nos teus olhos. Sei que você ainda se importa, por mais que tente disfarçar, sei que ainda existe um pouco de mim você.
Me lembro perfeitamente do seu rosto e de como costumavar rir de mim e das minhas piadas terriveis. Mas as coisas mudaram, você já não é mais como antes...
Desvia o olhar, não se aproxima, me trata com receio, parece ter medo da minha presença. Por Deus me deixa voltar pra tua vida, me deixa te ver sorrir e saber que o motivo sou eu. Me dá uma segunda chance, me deixa tentar outra vez, eu sei que posso te fazer tão bem.

25 de maio de 2012

Feitiço contra o feiticeiro!

Estava tudo indo tão bem, droga, estava tudo no caminho certo e a minha cabeça outra vez começa a confudir as coisas. Não posso. Não acredito que estou sentindo alguma coisa por ele. Não faz o menor sentido, não pode estar acontecendo. Eu fiz tudo certo, eu tinha certeza de que estava pisando em terreno firme e agora estou me vendo afundar. Estou com tanto medo de que tudo de pra trás, de que ele seja apenas mais um erro. Eu não queria gostar de ninguém muito menos gostar dele. A minha vida estava dando certo, e agora isso...
Percebi que estava ficando perigoso quando no meio de uma multidão eu me peguei querendo seu abraço, quando percebi que não queria mais ninguém naquele momento a não ser você. Eu não sei o que fazer agora. Eu nunca vi você, como nada, além de um corpo. Não sei do que gosta. Mal conheço sua voz, mas não consigo parar de pensar, em você, em nós, no seu cheiro, no seu jeito. Isso não podia estar acontecendo, você era pra ser apenas diversão e mais nada, mas o jogo esta mudando. Isso esta saindo do meu controle!

22 de maio de 2012

Coração vazio!

Me parece meio vazio, meio sem sentido. Estou estranhando como as coisas estão caminhando, esta tudo muito bem desde que eu deixei de sentir qualquer coisa por outro alguém e passei a me dedicar só a mim. Sem sofrimento, sem choro, sem noites acordada, sem drama, sem promessas quebradas, sem expectativas sobre ninguém. E principalmente sem assunto pros meus textos.
Anda dificil escrever agora que meu coração não esta mais quebrado.

21 de maio de 2012

Atualmente.


Esta tudo embaralhado aqui. Esta uma confusão, uma grande confusão dentro da minha cabeça. Ora tem ele que é tudo que eu sempre quis, ele que era o cara certo e que eu mandei embora. Ele que me faz tanta falta. Ora tem o outro, que de uns dias pra cá resolveu mexer comigo, o outro que era pra ser diversão mas que esta virando dor de cabeça. Que esta saindo do meu controle. E ora tem você, que eu já mandei pra inferno, mas que vive me assombrando.
Ai como se já não bastasse os três, eu ainda sou capaz de arranjar mais palhaços pra esse circo. Ainda consigo confudir tudo um pouco mais. Ando achando que eu gosto mesmo é de ter a vida e cabeça bagunçadas.

9 de maio de 2012

Sobre você...

Mas eu te quero de volta, quero sim e quero muito! Ando sentindo uma falta absurda de você e sei que mereço mesmo sentir. Sei que pisei na bola, que fui ridicula, eu sei que estraguei tudo. Mas também sei que eu te fazia bem, também sei que você adorava quando eu te fazia sorrir, sei que sempre gostou das loucuras que eu dizia, sempre gostou das nossas brincadeiras.
Eu precisei te perder, precisei me afastar, seguir pro lado oposto pra então perceber que só você me fazia bem. Eu perdi tempo, eu deixei você sozinho pra que outra pudesse te encontrar e quando aconteceu eu me odiei por isso. Deixei você escapar entre os meus dedos, fui te perdendo devagarinho enquanto corria atras de quem nunca vai ser nem metade do que você é. E mesmo quando você devia ter me mandado pro inferno, você nunca me abandonou. Mesmo quando você devia ter jogado toda a verdade na minha cara, você nunca me julgou. Você sempre me ouviu, sempre esteve aqui!
E agora, o que eu faço agora que descobri que sempre precisei de você, o que eu faço agora que descobri que você sempre foi o cara certo pra mim. O que eu faço agora que você não é mais meu?
Precisei te ver ao lado de outra pra descobrir que nunca devia ter deixado você sair do meu lado. Tive que te perder pra entender que só você me fazia ser melhor, só você parecia se importar mais comigo do que consigo mesmo. E eu tonta joguei tudo isso fora, troquei você por nada, estraguei tudo!

Incômodo!

As vezes quando estou sozinha seu rosto me vem a cabeça, seu nome escapa da minha boca. E tenho a sensação de que tudo foi apenas perca de tempo. Já deixou de ser raiva, já deixou de ser amor, já não é mais nada. Mas ainda me incomoda! É como me lembrar de momentos bons e sentir que eles nunca aconteceram. Saber que todas as minhas lembranças boas de você não são reais. É perceber que toda aquela minha felicidade havia sido gerada por mentiras. Que da sua boca nunca saiu nada que fosse verdadeiro.
Mas nada disso me dói, nada disso me machuca (não mais). É só um incômodo por ter sido tão boba, um incômodo que as vezes me aparece, pra lembrar que algumas pessoas não são confiaveis como aparentam ser, não são transparentes como parecem ser e que quase sempre fingem sentimentos.
De tanto acreditar nas tuas mentiras eu acabei aprendendo a mentir também!

7 de maio de 2012

Você foi meu personagem favorito.

Quantos textos pra alguém que não vale uma frase. É estranho ver que você se apaixonou por alguém que não existe, por um personagem. Ficção. A pessoa por quem eu me apaixonei não era essa que agora eu vejo. Suas atitudes me fizeram perceber o quão comum você é. Todo aquele brilho que você parecia ter, todo o encanto que eu via ao te olhar desapareceu. Você me parece o tipo de pessoa que tenta convencer ao mundo todo de que não precisa de amor. No fim é só mais uma criança sem direção. Achei que havia conhecido um homem, mas hoje você não me passa de um moleque. Te ver assim me faz sentir vergonha de um dia ter acreditado que você era homem suficiente pra mim. Bem que dizem que homenzinhos não sabem lidar com mulherões!

28 de abril de 2012

Uma grande idiota!

Eu nunca escrevi sobre você, eu nunca mencionei você em meus textos e talvez você seja quem mais mereça ser lembrado. De todos os caras você foi a quem eu menos dei importância e o que acabou sendo o mais especial. E só hoje, só hoje eu percebi o quanto você foi e ainda é importante pra mim, o quanto eu gosto de você...
Eu estou me perguntando como pude ser tão idiota, como eu pude jogar fora a chance de ficar com a pessoa mais maravilhosa que eu já conheci. Como foi que pude desperdiçar isso? Hoje eu reli nossas conversas, hoje eu revivi tudo que a gente dizia. Deus como foi que eu estraguei tudo. É como se eu tivesse deixado escapar a minha melhor chance de ser feliz.
Eu estive enganada por tanto tempo, eu pensava que era só amizade, mas não, nunca foi só isso. Eu deixei você por uma noite, troquei nós dois por uma aventura e só Deus sabe como eu me arrependo disso. Só Deus sabe como eu gostaria de poder voltar no tempo e nunca perder você, assim como eu perdi!
A gente costumava se entender tão bem, ninguém nunca me fez sentir tão eu mesma, ninguém nunca foi tão legal comigo quanto você. E eu fui estupida, fui uma grande idiota, joguei isso tudo fora.
Você foi a melhor pessoa que já conheci, a melhor coisa que me aconteceu e só depois de muito tempo eu fui perceber o quanto eu me importava com você, o quanto eu gostava de você. Droga, eu sinto a sua falta. Eu faria qualquer coisa pra ter você aqui outra vez!

16 de abril de 2012

Amor também se cansa, se acaba!

A gente perde tempo tentando não enxergar que certas pessoas tem prazo validade e ao invés de amadurecerem elas apodrecem. É engraçado como a gente insiste tanto em certas coisas, engraçado como eu insisto em tropeçar sempre na mesma pedra.
Eu já conheço esse caminho, eu sei percorre-lo de olhos fechados, sei exatamente onde vou cair, conheço cada uma das armadilhas. Eu sei de trás pra frente cada uma das suas frases feitas.
Eu sempre procurei ver o melhor em você, sempre vi apenas um lado bom. Um lado bom que talvez nem exista assim do jeito que eu desenhei. Você tem suas qualidades, mas elas não são tão grande coisa.
Eu estava encantada todo o tempo, encantada com teu jeito. Esse jeito que todo mundo gosta, esse brilho que só os caras como você tem, mas agora é como se você estivesse se apagando dia a dia. Foi amor, confesso que foi amor. Mas acredite, amor também acaba. Amor também se cansa, também se esgota. Porque sem retorno amor não dura, apenas machuca. E por Deus, já esta na hora de me livrar disso. Me livrar desse drama mexicano em que eu me enfiei. Porque se não deu certo contigo, você era apenas mais um sapo e não o príncipe da história.
Sem lamentações, o que passou já passou e viver lembrando não trás momento algum de volta. Eu aprendi algumas coisas com você, coisas que eu não saberia se não tivesse te encontrado. Você me deixou mais esperta e pronta pro próximo idiota, de muitos que eu ainda vou conhecer. Acredite, fica mais fácil esquecer alguém quando você sabe que merece algo melhor e sinceramente, eu mereço. No fim, a verdade é que você sempre foi pouco pra mim!

14 de abril de 2012

O caminho é para frente!


Estou melhor sem você, estou melhor sem você, estou melhor sem você. Já não sei quantas vezes repeti isso, mas vou continuar repetindo até estar totalmente convencida. Os dias estão passando e eu tomei a decisão mais difícil dos últimos tempos. Eu decidi deixar para trás, deixar tudo. As lembranças ruins e a boas também, eu decidi deixar você no passado junto com tudo que havia sonhado tanto.
Eu acordo, respiro fundo e digo a mim mesma que o dia que esta começando será maravilhoso e que eu não preciso de ninguém pra torna-lo um dia bom. Eu não preciso das suas ligações, não preciso das suas mensagens, não preciso mais fingir que você é meu, porque esse dia que acabou de nascer vai ser ótimo mesmo sem você.
Estava me lembrando de tudo uma ultima vez antes de te dizer adeus. Estava colocando tudo numa balança, pesando o bem e o mal que você me causou e por incrível que pareça você me fez bem. Não me arrependo de ter trocado todos por você. Mas também não posso negar o quanto me enganei a seu respeito, quantas noites eu passei desejando não te amar como eu amo, quantas vezes eu quis ser amada e quantas vezes eu te dei novas chances. Mas eu me cansei de caminhar sozinha, me cansei de andar até você, enquanto eu te via se afastar. Chega de andar na direção oposta. O caminho é pra frente e é sem você!

Um dia o jogo vira...

Talvez não seja amor, talvez eu não precise mesmo de você. Talvez eu esteja me conformando com a ideia de que você não é alguém que mereça o meu amor.
Talvez quando eu estiver na sua frente eu não sinta mais vontade de te abraçar, talvez toda sua indiferença me transforme em alguém mais frio e racional. Quando você perceber que talvez precise do meu amor, talvez eu não te ame mais.
Você ainda vai se lembrar de todas as vezes em que eu disse que te amava e vai se perguntar como pode jogar isso fora, como pode desperdiçar tudo. Eu sei que um dia você vai notar que esteve errado todo esse tempo, ira notar que todas as suas mentiras não te levaram a lugar nenhum, apenas me afastaram de você. Assim como eu, um dia você ira perceber que jogou fora um diamante enquanto colecionava pedras. Porque tudo que vai, um dia volta.
E mesmo parecendo clichê, devo dizer que um dia vai notar, notar que me deixou ir embora cedo demais. Um dia você vai olhar a sua volta e mesmo acompanhado vai estar sozinho, vai se lembrar do meu nome e das coisas que eu só te dizia, do bem que só eu te fazia. E então também vai se lembrar de que foi você quem me forçou a desistir de nós. Vai ver que o tempo passou e que estou bem outra vez, sem você. Talvez nesse dia eu nem me lembre mais do seu nome.

"...talvez eu ame você mais do que o normal."

Eu sei que não devia, sei que não posso, sei que nunca vai dar certo. Eu sei que as coisas nunca serão do meu jeito, nunca serão do jeito que eu planejei. Você não é o que eu planejei, mas eu me apaixonei. Tento todos os dias tirar você daqui, mas eu sinto sua presença. Eu sinto cada pedaço de mim chamando seu nome e é como se ninguém fosse preencher o espaço que você deixou, eu nunca quis admitir que talvez eu ame você mais do que o normal. Todos os dias são uma luta pra acreditar que isso vai passar, que essa mania de querer só você uma hora vai passar.
Eu me imagino em outros braços, em outros beijos. Eu saiu do chão e por algum tempo volto a ser minha, mas é durante a noite, sozinha, antes de dormir que eu me lembro de tudo que nós costumávamos dizer. Eu me lembro de todos os planos que um dia nós fizemos juntos e de quantas vezes você me fez sorrir. Só de te olhar eu me sentia bem.
Eu nunca mais me senti segura em outro abraço, eu nunca mais desejei ser de alguém como desejei ser sua. As vezes parece bobagem, mas o mundo sumia quando você estava aqui. Foi um tempo bom. Do seu jeito meio errado você me fazia tão bem. Confesso que eu gostava mais de você do que de mim mesma. E outra vez, só mais uma vez, eu gostaria de reviver os nossos melhores dias.

11 de abril de 2012

Alguém!

Hoje eu acordei sem ter a quem amar, acordei me sentindo sozinha, precisando de alguém. Alguém que me ligue pra perguntar como foi meu dia, alguém que sinta saudades e que goste de ouvir minha risada. Alguém que converse comigo e que preste atenção no que eu digo. Alguém que se lembre qual a minha cor favorita e o dia do meu aniversario. Alguém que conheça meus defeitos e não se importe com minha mania de falar demais, alguém com que eu possa brincar, alguém que faça eu me sentir eu mesma. Eu acordei querendo alguém.
Não preciso de demonstrações nem de sentimentalismo. Não preciso de alianças nem mesmo de um namoro. Não preciso de coisas materiais nem de ser chamada de meu amor. Só preciso de atenção, um pouco de cuidado e algumas mensagens. Eu só quero alguém que entenda essa minha necessidade de afeto.

5 de abril de 2012

Hora de admitir!

Eu feito boba inventava mil desculpas pra mim mesma, só pra não admitir, o que no fundo, eu sempre soube. Admitir que você nem por um minuto sequer me amou. Uma hora estava confuso, na outra não queria me magoar. Num dia você dizia que eu merecia coisa melhor, no outro você ia embora. Eu dizia que você era doido, inseguro, infantil, galinha, confuso... Inventei tantas explicações pro modo como você agia só pra não ter que ver a realidade. Você não é doido, não é inseguro. Infantil e galinha talvez, mas definitivamente não é confuso, você apenas não me ama e só. Chega de procurar razões pra todas as vezes que você errou, era só falta de amor. Pena você não ter descoberto do que eu era capaz, mal sabe o que perdeu!

2 de abril de 2012

Só mais uma...

Eu tento me convencer de que estou bem, ou menos mau. Tento acreditar nos meus sorrisos falsos e que já nem penso tanto em você. Mentira, só mentiras, porque você esta presente em mim, você pode ir a qualquer canto do mundo e ainda continuará aqui, dentro de mim, e em cada vez que eu respirar eu me lembrarei de você. Dos sorrisos, das brigas, dos abraços, de como a gente se conheceu e de todas as vezes em que eu senti medo de te perder, mas que ridículo eu sentir medo de perder o que nunca foi meu.
Eu passei muitas noites rolando de um lado para o outro da cama, tentando entender o que acontecia entre nós, tentando entender o que eu era pra você. Talvez uma distração, talvez um estepe, talvez alguém para inflar seu ego ou só mais da sua extensa lista. Eu nunca descobri e até hoje me faço essa mesma pergunta todas as noites antes de dormir. Porque você tinha que ser tão errado?
Você saiu da minha vida do mesmo modo como entrou, de repente, bagunçando tudo e me fazendo acreditar que ter te encontrado, foi o melhor acaso que já me aconteceu. Mesmo com todos os erros que nós cometemos eu costumava achar que nós tínhamos alguma coisa a mais, algo que de um jeito meio torto fosse amor ou paixão ou pelo menos vontade de ficar junto. Não, nunca foi nada disso, era apenas eu fantasiando, apenas eu e meu otimismo acreditando no que você dizia, acreditando que por trás de um idiota existia alguém capaz de me amar. Nunca existiu, você era só um idiota que sabia fingir perfeitamente. E meu problema foi sempre acreditar em tudo que você dizia. Acreditar que comigo era diferente, acreditar que eu era especial, mas a verdade é que eu fui só mais uma como todas as outras pra você.